Naufrágio

viver
é velejar-se por dentro
barlavento
içar as velas, pôr-se ao centro
sotavento

marinheiro
que não sabe navegar
as águas que me formam
quando transbordo
me fazem afogar

nós
que trago comigo
tanto quero desatar
por que a floresta em que eu habito
insisto sempre em desmatar?

--

escrevo — visto que morrer soa assaz trágico e apodrecer é algo físico

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Renato Magalhães Rocha

escrevo — visto que morrer soa assaz trágico e apodrecer é algo físico